A Grande Viagem

VIAGEM 2020 - Impacto da Pandemia 

O NRP Sagres largou de Lisboa no 5 de janeiro de 2020 para iniciar a sua viagem de circum-navegação que teria uma duração de 371 dias, com regresso a Lisboa previsto para o dia 10 de janeiro de 2021.

A missão, enquadrada no programa das comemorações do V Centenário da Circum-Navegação (do navegador português) Fernão de Magalhães, iria passar por 22 portos de 19 países diferentes, incluindo a passagem em 12 cidades da Rede Mundial de Cidades Magalhânicas.

Antes dos inesperados efeitos colaterais causados pela Pandemia COVID-19, o NRP passou por Tenerife, nas ilhas Canárias e, dobrando o Cabo Bojador, visitou cidade da Praia, em Cabo-Verde, de onde largou para a primeira travessia oceânica da viagem em direção ao Rio de janeiro, no Brasil. Depois de um período de navegação desafiante, entre terras brasileiras e a chegada ao Uruguai, a Sagres visitou Montevideo, Capital Uruguaiana e Buenos Aires, a capital Argentina, de onde largou no dia 3 de março para, novamente, atravessar o oceano Atlântico, desta vez, rumo a Cidade do Cabo, na África do Sul.

Uma viagem que teria ainda muito por contar foi, tal como todo o mundo, afetada por esta Pandemia. Com a expansão do vírus na Europa e no resto do mundo, a inevitável decisão de suspensão da viagem foi oficializada pelo Ministro da Defesa Nacional no dia 23 de março, após o anúncio do cancelamento oficial dos Jogos Olímpicos 2020, em Tóquio. 

Nessa altura, o navio estava prestes a atracar na Cidade do Cabo e, foi em poucos dias que, em coordenação os agentes logísticos locais, o navio conseguiu preparar e efetuar uma paragem logística de durou apenas pouco mais de 6h, no dia 25 de março de 2020.

O NRP Sagres realizou as fainas para reabastecer de combustível e de alimentos, comprido com rigorosas medidas de higiene e proteção, cumprindo com as recomendações da Direção Geral de Saúde, e voltou a largar. Desta vez, rumo a Lisboa.

Antes de voltar às águas do Tejo, o NRP Sagres cumpriu ainda uma paragem logística em Mindelo, na ilha de São Vicente do arquipélago de Cabo Verde. A guarnição, sem poder sair do navio, teve aí um breve período dedicado a manutenções e reparos no navio, bem como a oportunidade para descansar um pouco dos 28 dias de navegação desde a largada da Cidade do Cabo.

A chegada a Lisboa deu-se no dia 9 de maio de 2020, tendo o navio permanecido fundeado no mar da palha e atracado na manhã do dia 10 de maio na Base Naval de Lisboa, em Almada.

Apesar de mais curta do que o esperado, foi uma viagem recheada de aventuras, desafios, atividades e motivos de orgulho. Foram quatro meses e cinco dias de missão, 15869 milhas percorridas e 2358 horas de navegação, cumprindo com exigentes planeamentos, atividades protocolares e diplomáticas nos portos de escala e navegando pelo oceano atlântico pelas mais diversas e adversas condições meteorológicas, que irão deixar muitas saudades.

No ano de 2020 o NRP Sagres teve ainda a oportunidade de realizar a viagem de adaptação à vida no mar dos jovens candidatos à Escola Naval entre os dias 21 e 24 de setembro.

Atualmente o NRP Sagres encontra-se atracado na Base Naval de Lisboa, em Almada, onde, cumprindo com as medida de segurança e proteção individual de todos os seus militares, cumpre com um plano de manutenção e reparações e aprontar-se para uma fase de treino e avaliação para preparar a guarnição para as missões que se avizinhem. 








Plano Vélico

História

Características

Condecorações