NRP Sagres Condecorado pela Marinha do Brasil

NRP SagresPortuguês (Portugal)Media CenterNotíciasNRP Sagres Condecorado pela Marinha do Brasil

06 de dezembro de 2016

​Em 6 de dezembro o NRP Sagres foi condecorado com a Medalha Mérito Tamandaré pelo Embaixador do Brasil, Dr. Luís Alberto Figueiredo Machado. Presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, ALM Macieira Fragoso, na cerimónia estiveram presentes o VCEMA, VALM Mendes Calado, o Comandante Naval, VALM Sousa Pereira, o VALM Marcelo Francisco Campos (Brasil), e o Adido Militar do Brasil, CMG Ricardo Sales de Oliveira, além de diversos adidos militares acreditados em Portugal e outros convidados civis e militares. 

Criada pelo Decreto nº 42.111, de 20 de agosto de 1957, a Medalha Mérito Tamandaré «destina-se a agraciar as autoridades, instituições e personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços, na divulgação ou no fortalecimento das tradições da Marinha do Brasil, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos». 

A iniciativa da condecoração coube ao Comandante da Marinha do Brasil, Almirante-de-esquadra Eduardo Leal Ferreira, que a convite do ALM CEMA, Almirante Macieira Fragoso, esteve por diversas vezes a bordo do NRP Sagres no Rio de Janeiro. O Brasil é um país com uma ligação embrionária a Portugal e com o qual o NRP Sagres mantém uma forte relação, em virtude de ter sido o navio-escola Guanabara (1948-1961) da Marinha do Brasil. É, em razão disso, um testemunho vivo das excelentes relações entre as duas Marinhas, laços que a recente estadia no Rio de Janeiro contribuiu para reforçar. 

Enquanto Casa de Portugal durante os Jogos Olímpicos o NRP Sagres permaneceu 19 dias atracado no Cais da Portuguesa, Ilha das Cobras – o que constitui a mais longa estadia do navio num porto –, com o apoio da Marinha do Brasil a revelar-se inexcedível a todos os títulos, tendo igualmente sido muito acarinhado pelas demais entidades oficiais e população. Com o intuito de fortalecer os laços com as suas congéneres, a Marinha Portuguesa proporciona viagens de instrução a cadetes de Marinhas estrangeiras a bordo do NRP Sagres, tendo em 2016 embarcado um cadete da Marinha do Brasil. 

​Durante a viagem de instrução em 1999 haviam embarcado o primeiro comandante do Cisne Branco, assim como o oficial imediato e o oficial de convés, além de outros militares, que tomaram contacto com a organização num grande veleiro. No ano seguinte, por ocasião da viagem comemorativa dos 500 anos do “achamento” do Brasil, coube ao NRP Sagres apadrinhar a chegada do novo Cisne Branco ao Rio de Janeiro, que em 2016 também permaneceu atracado no mesmo cais. Com o estatuto de símbolo de Portugal, o NRP Sagres é o navio mais condecorado da Marinha Portuguesa e, presentemente, o único a ostentar condecorações conferidas por países estrangeiros, Brasil e Cabo Verde. Pelo contributo no estreitar das relações entre Portugal e os países lusófonos é também um símbolo da lusofonia.


Portos Visitados

Leme slkssd

A Missão

Plano Vélico